quarta-feira, 31 de julho de 2013

BLOG DO JK BATE NOVO RECORDE E TERMINA O MÊS DE JULHO COM 190 MIL VISUALIZAÇÕES E 6 MIL ACESSOS DIÁRIOS

O BLOG DO JK atingiu a maca de
190 mil visualizações no mês de Julho

Quero aqui agradecer aos leitores do BLOG DO JK por mais um recorde alcançado pelo blog, depois de de alcançar as 157 mil visualizações e media de 5 mil acessos diários no mês de Junho, o blog acaba de alcançar na noite de hoje a marca de 190 mil visualizações e média de 6 mil acessos por dia no mês de Julho, como mostra a foto acima. 

Obrigados a todos

JK

CORPO É ENCONTRADO NA TARDE DE HOJE NA ENTRADA PRA PRAIA DE PONTA DE PEDRAS EM SANTARÉM

Foi encontrado um corpo na entrada da comunidade de Ponta de Pedras, em Santarém, oeste do Pará, por volta das 13h30 desta quarta-feira (31). A moto que estava ao lado do corpo é do homem que estava desaparecido há 17 dias, Wanderlei Alves Alcântara, de 35 anos. O irmão do desaparecido confirmou que moto é a mesma ao reconhecer a placa NST 0937.

A polícia se deslocou para o local.

No dia 14 de julho, ele teria saído de casa para assistir a uma partida de futebol e foi visto pela última vez em um bar no bairro Nova República, em Santarém. Segundo a dona do estabelecimento, o homem teria saído do bar após receber uma ligação por volta das 2 horas da madrugada.

Ainda não está confirmado que o corpo encontrado, é de Wanderlei Alves Alcântara.

Fonte: Notapajós

AMANTE DE LUXO DIZ NAS REDES SOCIAIS QUE ATÉ A CANTORA IVETE SANGALO TRANSOU COM O MARIDO DA SHEILA CARVALHO

Putaria entre os famosos

As blogueiras Lele e Polly do blog de humor “Te Dou um Dado” do R7 concederam o “troféu perseverança” à Kamyla Simioni, subcelebridade que estourou na mídia por divulgar fotos beijando o marido de Scheila Carvalho, Tony Salles. O troféu foi dado para a morena porque até Ivete Sangalo ela resolveu ‘informar’ sobre a traição.


Kamyla correu para o Instagram da cantora e disse: “Traição de Toni Salles. Bafoo”. Até aí, tudo bem. Se não fosse o fato de a empresária ter aberto margem para processos judiciais, já que a afirmação mais grave veio depois: “Até a Ivete já Transou com marido de Scheila Carvalho @veveta”, escreveu.

LEIAM O RELATO DESSE JOVEM DE 16 ANOS SOBRE O MANIFESTO CONTRA O PASTOR MARCOS FELICIANO QUE ACONTECEU NA ORLA DE SANTARÉM

Parem de ser mal informados. Busquemos cada vez mais conhecimento. Parem de restringir a luta contra o Feliciano como sendo uma luta apenas de gays, apenas contra a homofobia. Ele é o cabeça da bancada conservadorista da CDHM, bancada essa, junto com o próprio Feliciano, que faz comentários não só homofóbicos, mas também racistas. Declara o africano (então, já vão juntos os afro-descendentes) como um ser amaldiçoado. Diz que a mulher deve ser submissa ao homem. Eu estava no protesto, vi a brutalidade dos "seguranças" da igreja, que iniciaram o tumulto e um deles armado com arma de choque; vi a hostilidade e abuso de poder dos policiais. O manifesto foi pacífico do início ao fim, os que foram hostis e "vândalos sem nada pra fazer", foram os seguranças da igreja que iniciaram a briga iniciando a pancadaria contra nós. A luta não é de gays do movimento GLBT contra a igreja, mas sim de cidadãos, com suas ideologias coerentes na busca por mudança, liberdade e igualdade, contra o deputado racista e homofóbico que tem posse da principal cadeira da CDHM, que é uma comissão que deve lutar pela igualdade, liberdade e direitos. O nome é Comissão de Direitos Humanos e Minoria, mas com Marco Feliciano se tornou Omissão de Direitos Humanos.

Luiz Fernando, estudante em Santarém

SE A MODA PEGA EM SANTARÉM: HOMEM ATIRA NO COMPUTADOR COM RAIVA DA MULHER VICIADA NO FACEBOOK

Um homem de 42 anos foi preso depois de ter atirado contra um computador em Várzea Grande, no Mato Grosso. Ele se irritou de ver que sua mulher ficava o tempo todo no Facebook e efetuou os disparos. A mulher chamou a polícia, mas tentou despistar os agentes quando eles chegaram até o local. Os policiais insistiram e entraram na casa. A espingarda e algumas munições foram achadas. O homem foi preso em flagrante por porte ilegal de arma e também porque crianças presenciaram o disparo, o que colocou a vida delas em risco.

Casal na delegacia

Fonte: Só Falo a Verdade

PASTORES DA ASSEMBLEIA DE DEUS LAMENTAM CONFUSÃO NA ORLA DE SANTARÉM. "FALTARAM COM RESPEITO A PALAVRA DE DEUS"

Os dirigentes da igreja Assembleia de Deus lamentaram o episódio marcado pelo manifesto contra o pastor e deputado federal Marco Feliciano. A coordenação da Cruzada Evangélica não reconhece a ação de integrantes da segurança do evento e disse que não irá abrir procedimento contra nenhum dos envolvidos na confusão.

Para o pastor Edenilson Moura, um dos coordenadores do evento religioso, o manifesto durante a pregação foi considerado desrespeitoso. A Cruzada Evangélica marcava a comemoração de aniversário de 85 anos de uma das igrejas evangélicas mais tradicionais de Santarém, oeste do Pará. Famílias participaram de um momento importante para igreja.

“A vítima, nesse caso, é a igreja. Que houve a perturbação clara, evidente, dentro da manifestação religiosa, que era um culto”, afirmou o pastor.

A grande polêmica gerada após a manifestação do grupo GLBT foi em relação a atitude de pessoas que trabalhavam na segurança durante o evento. “A polícia embargou a gente depois que um cara que tava fazendo a segurança do evento tirou o colete para agredir um dos meninos”, afirmou a manifestante Ingrid Brasil.

De acordo com a igreja Assembleia de Deus, mais de 120 voluntários fieis ajudavam na segurança do evento e estavam no local apenas para manter a ordem, uma vez que se tratava de um evento religioso e não houve necessidade de contratar segurança profissional. A igreja desconhece ter havido excesso por parte dos voluntários. Segundo o pastor, a igreja não deve entrar com processo contra os manifestantes. “Muito embora configurou falta de respeito para com o evento”, garantiu Moura.

Notapajós

terça-feira, 30 de julho de 2013

VÍDEO CHOCANTE: CANOA COM TRÊS PESSOAS DA MESMA FAMÍLIA É ATROPELADA POR BALSA QUE IA DE BELÉM PARA MANAUS. NINGUÉM SOBREVIVEU

Click no vídeo e veja

O leitor Denilson Monteiro flagrou o acidente envolvendo uma balsa e uma canoa nas proximidades do município de Urucurituba, a 200km de Manaus.

Dona Socorro estava na sua canoa com seus dois filhos, um de três e outro de nove anos. A correnteza do rio parecia muito forte e a balsa, que vinha de Belém praticamente atropelou a canoa. Ninguém sobreviveu.

Fonte: Portal do Holanda

TRÊS JOVENS BADERNEIROS SÃO DETIDOS DURANTE PREGAÇÃO DO PASTOR FELICIANO NA ORLA DE SANTARÉM

Três jovens foram detidos na noite de segunda-feira (29), em Santarém, oeste do Pará, durante uma manifestação contra o deputado federal, Pastor Marco Feliciano, que veio a cidade participar das comemorações dos 85 anos da Assembléia de Deus de Santarém. A confusão ocorreu na Avenida Tapajós, na orla da cidade.

Os detidos estavam com um Grupo de estudantes manifestantes que repudia as declarações homofóbicas feitas pelo deputado em rede nacional. O protesto iniciou de forma pacífica em um trecho da Avenida Tapajós distante de onde era realizado o evento religioso. “Com o manifesto, nós queremos denunciar a postura machista, homofóbica, racista e de intolerância religiosa de um deputado que apresenta uma visão retrógrada”, afirmou o manifestante José Kenedy.

Por volta de 21h30, durante a pregação do Pastor, um grupo de manifestantes conseguiu furar a barreira estabelecida pela polícia e chegar à área onde ocorria o evento. Nesse momento, o pastor interrompeu a ministração e pediu a polícia que retirasse os jovens.

Segundo os manifestantes, o Pastor disse: “Essas pessoas podem sair daqui presas, algemadas agora. Semana passada eu já prendi dois. Isso aqui não é a casa da mãe Joana, isso aqui é uma igreja, respeitem”.

Após a fala do deputado Marco Feliciano, a confusão iniciou. Polícia tentava retirar os jovens e eles resistiam.

Pelo menos seis manifestantes afirmaram ter sofrido agressões. “A polícia embargou a gente depois que um cara que tava fazendo a segurança do evento tirou o colete para agredir um dos meninos. A gente tava levando porrada pelas costas. Eu levei uma coronhada de uma mulher policial”, contou a estudante Ingrid Brasil.

Segundo a advogada dos manifestantes, Juliane Fontinele, a agressões foram cometidas pelos seguranças do evento. “A segurança do local repetidamente agrediu. Num primeiro momento a polícia teria reagido de forma correta, depois com o Marco Feliciano dando o aval para que as pessoas fossem presas e saíssem de lá algemadas porque estavam cometendo crime e fazendo apologia aí foi quando o policiamento se desequilibrou e tentou conter o que não tinha para conter”, destaca.

A advogada da Igreja Assembleia de Deus, Eyceila Menezes informou que a igreja não vai proceder contra os manifestantes. “A polícia usou os meios necessários para contenção porque eles não queriam sair do movimento, queriam ficar a força. Não é intenção da igreja fazer nenhum procedimento contra os jovens”.

As polícias militar e civil se manifestaram sobre o ocorrido e disseram que o grupo foi para o meio da população que prestigiava o evento, por isso houve um início de tumulto. “O que foi acordado é que eles ficariam no ponto de bloqueio da Polícia Militar, mas o que foi acordado não foi seguido pelos manifestantes, infelizmente tivemos esse desfecho”, lamenta o policial militar Anderson Mardock.

“Tentaram se manifestar de maneira exagerada e derrubaram uma criança, quando houve o tumulto. Foi dada voz de prisão, foram detidos e resistiram”, disse o delegado de Polícia Civil, Tiago Rabelo.

Os jovens Renan Luis, Pedro George e Gean Miranda foram apresentados na delegacia e enquadrados por perturbação e resistência a prisão.

Notapajós

RECORDE DE PÚBLICO NA ORLA DE SANTARÉM: PASTOR MARCOS FELICIANO COLOCA 40 MIL FIÉIS PARA OUVIR SUA PREGAÇÃO

A igreja Assembléia de Deus de Santarém, em comemoração ao seu 85º aniversário, encerrou na segunda-feira (29), à noite, na orla de Santarém, no Oeste do Pará, a programação de aniversário, com a Grande Cruzada de encerramento, que vai contou com a presença do Deputado Federal, Pastor Marco Feliciano, que recebeu autoridades eclesiásticas locais e visitantes. Ele pregou na orla para mais de 40 mil fiéis.

A comemoração teve como tema ‘É hora de avançar e possuir a Terra’. A comemoração alusiva aos 85 anos da AD de Santarém encerrou com pregação do Pastor e teve louvores com as cantoras Shirley Carvalhaes, de renome nacional; e Alice Maciel, nordestina que é reconhecida e aplaudida pelas habilidades em tocar quase todos os instrumentos musicais.

Milhares de fiéis foram à orla para ouvir o 
Pastor Feliciano

O pastor Feliciano é o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal e causou polêmica ao defender a ‘Cura Gay’. Ele chegou a Santarém na tarde de segunda-feira. A programação na orla iniciou às 19 horas.

PROTESTOS: Um pequeno grupo Homoafetivo de Santarém protestou contra o Pastor devido ao fato de ele ser acusado por grupos homoafetivos de todo o Brasil de dar declarações homofóbicas em rede nacional. O Grupo Homoafetivo pretendeu chamar atenção da sociedade para as declarações do Pastor sobre vários temas relacionados ao casamento gay, assim como o projeto arquivado pela Câmara Federal, denominado de ‘Cura Gay’. Na ocasião, os manifestantes foram contidos pelos seguranças do evento e pela Polícia Militar, alguns mais exaltados foram levados para a Seccional de Polícia Civil e depois de serem ouvidos em depoimento pelo delegado Thiago Rebelo, foram liberados.

Fonte: RG 15/O Impacto 

VEJA OS VÍDEOS DO MOMENTO EM QUE O PASTOR MARCOS FELICIANO MANDA A POLÍCIA PRENDER OS MANIFESTANTES GAYS E MANDA ELES FAZEREM BADERNA LÁ NO QUINTOS DOS INFERNOS

video
Click no vídeo e veja a parte 1

video
Click no vídeo e veja a parte 2

JK

JOVEM EMPRESÁRIO PABLO BARRUDADA ASSINARÁ FICHA DE FILIAÇÃO DO PSD DIA 10 DE AGOSTO EM BELÉM A CONVITE DO VICE-GOVERNADOR HELENILSON PONTES

No próximo dia 10 de Agosto o ex-prefeito de São Paulo e atual presidente do Partido Social Democrático (PSD) Gilberto Kassab, estará participando de um encontro do partido na capital do estado, Belém, onde na oportunidade filiará diversas pessoas, entre elas o Vice-Governador Helenilson Pontes e o jovem empresário do ramo hoteleiro Pablo Barrudada (foto), filho do empresário Paulo Barrudada (foto). 

Pablo Barrudada foi convidado pessoalmente pelo Vice-Governador Helenilson Pontes, que faz questão de ver o jovem empresário disputando uma cadeira na Assembleia Legislativa pelo (PSD) nas eleições de 2014.

O jovem empresário Pablo Barrudada atualmente gerencia o Barrudada Tropical Hotel aqui em Santarémum dos 5 hotéis do Grupo Barrudada pelo Brasil.  

JK

segunda-feira, 29 de julho de 2013

"SE UMA PESSOA É GAY E BUSCA DEUS, QUEM SOU EU PARA JULGÁ-LO?", DIZ PAPA

Na mais ousada declaração de um pontífice sobre homossexualismo, o papa Francisco disse que os gays “não devem ser marginalizados, mas integrados à sociedade” e que não se sente em condição de julgá-los.

Se uma pessoa é gay, busca Deus e tem boa vontade, quem sou eu para julgá-lo?”, afirmou Francisco aos cerca de 70 jornalistas que embarcaram a Roma com ele. “O catecismo da Igreja Católica explica isso muito bem. Diz que eles não devem ser discriminados por causa disso, mas integrados à sociedade.”

As declarações foram em resposta a recentes revelações de que um assessor próximo seria homossexual e a uma frase atribuída a ele no início de junho, de que havia um “lobby gay” no Vaticano. Segundo ele explicou ontem, o problema não é ser gay, mas o lobby em geral.

“Vocês vêm muita coisa escrita sobre o “lobby gay”. Eu ainda não vi ninguém no Vaticano com um cartão de identidade dizendo que é gay. Dizem que há alguns. Acho que, quando alguém se encontra com uma pessoa assim, devemos distinguir entre o fato de que uma pessoa é gay de formar um lobby gay, porque nem todos os lobbies são bons. Isso é o que é ruim.”

“O problema não é ter essa tendência [gay]. Devemos ser como irmãos. O problema é o lobby dessa tendência, da tendência de pessoas gananciosas: lobby político, de maçons, tantos lobbies. Esse é o pior problema.”

Questionado sobre o movimento carismático no Brasil, Francisco disse que, no início, chegou a compará-los com uma “escola de samba”, mas que se arrependeu: diz que os movimentos “bem assessorados” são parte da “igreja que se renova”.

Antes de aceitar perguntas, Francisco disse que “foi uma bela viagem” e elogiou o “povo brasileiro”. “Espiritualmente me fez bem, estou cansado, mas me fez bem”, afirmou.

“A bondade e o coração do povo brasileiro são muito grandes. É um povo tão amável, que é uma festa, que no sofrimento sempre vai achar um caminho para fazer o bem em alguma parte.

Um povo alegre, um povo que sofreu tanto. É corajosa a vida dos brasileiros. Tem um grande coração, este povo.”

O papa elogiou os organizadores “tanto da nossa parte quanto dos brasileiros”, com menções à parte artística e religiosa. “Era tudo cronometrado, mas muito bonito.”

Sobre a segurança, uma grande preocupação principalmente no início, o papa lembrou que “não teve um incidente com esses jovens, foi super espontâneo”.

MARCOS FELICIANO SE COMPARA AO PAPA E QUER SABER PORQUE É TÃO ATACADO?

Marco Feliciano está enciumado com a receptividade que o papa Francisco recebeu no Brasil. Agora resolveu comparar-se ao pontífice. 

Diz Feliciano:

- O papa é político, eu também. Assim como eu, o papa condena casamento de pessoas do mesmo sexo, a descriminalização das drogas e o aborto. Mas, no caso dele, a mídia aplaude. Por que o papa é tratado como popstar, ovacionado, e eu, tão atacado?

Em seguida, o deputado pastor mirou na Rede Globo:

- Onde estava a TV Globo, que não mostrou as manifestações contrárias ao papa, o beijaço e etc? Isso é discriminação religiosa contra mim, contra o pastor Silas Malafia e outros.

A Globo, ao contrário do que diz o nobre deputado, cobriu o beijaço.

Lauro Jardim

VÍDEO MOSTRA MOMENTO EXATO QUE JOVEM CAI DO 21º ANDAR EM NATAL

O Bocão News teve acesso, com exclusividade, a um vídeo que mostra o momento exato em que o jovem cearense André Salgado Sampaio, de 24 anos, caiu da cobertura de um prédio de 21 andares no dia 27 de maio, no bairro Tirol, em Natal. 

Moradores informaram à Polícia Militar que a vítima estava fotografando amigos no alto do prédio quando tropeçou e caiu. Mas, até o momento - após dois meses da queda, não há inmvestigações em torno do caso.

Natural de Fortaleza, André Salgado era repórter fotográfico do jornal O Povo, do Ceará. A vítima tem família em Natal e fotografava uma banda de música da capital potiguar na hora da queda.

O chefe de investigação da Delegacia de Plantão da zona Sul, Flauberto Bezerra, detalhou na época ao G1 que cinco pessoas estavam na cobertura do prédio e presenciaram a queda.

As investigações do caso ainda não tinham iniciado. Mas, com este vídeo, a polícia pode ter a confirmação do que realmente aconteceu.

Click no vídeo e veja

Fonte: Bocão News

MOTOCICLISTA MORRE EM GRAVE ACIDENTE EM SANTARÉM

Um trágico acidente aconteceu na manhã desta segunda-feira, 29, em Santarém, Oeste do Pará, envolvendo duas motocicletas, no cruzamento da Avenida Sérgio Henn com a Rua Frei Vicente, às proximidades do Hemopa. Segundo informações, as duas motocicletas (uma Bross e uma Biz) colidiram de frente e o condutor da Bross, Fagner Batista da Silva, de 27 anos, morreu no local. O condutor da moto Bizz teve fraturas pelo corpo, mas foi levado ao Pronto Socorro Municipal por agentes do SAMU.

Segundo testemunhas, o motociclista Fagner da Silva, ao tentar desviar de um buraco e fazer uma ultrapassagem, entrou na contra-mão e se chocou de frente com a moto Biz. Homens do Ptran estiveram no local do acidente, que ficou bastante congestionado, e falaram que a chuva pode ter sido a causa do trágico acidente. Desde às 04 horas da manhã desta segunda-feira que chove bastante forte em Santarém.

Fonte: RG 15/O Impacto

domingo, 28 de julho de 2013

FLAMENGUISTA EMPOLGADO CAI NO GOLPE DO TRAVESTI DO VIADUTO EM SANTARÉM

Nossa reportagem foi acionada na frente da 16ª Seccional de Policia Civil, por um cidadão identificado pelo nome de Odair Leal, ele nos procurou para denunciar que teve seu celular roubado por um travesti conhecido pelo nome de Monique. Segundo o denunciante ele estava tomando todas em um bar próximo ao posto de Gasolina que fica localizado na BR 163, na entrada do trevo da Rodovia Fernando Guilhon, quando uma suposta mulher, chegou para ele o chamando de meu amor, e perguntou ao mesmo se ela poderia sentar com ele e tomar umas geladas, na mesma ocasião ele todo eufórico se sentindo um verdadeiro Don Juan, não pensou duas vezes puxou a cadeira como se faz um verdadeiro cavalheiro dos anos 80.

Depois disso começaram uma onda de aproximações e resolveram dar um rolê pela cidade, foi na hora que ele chamou um Táxi e foi até o bairro Santíssimo, foi quando na hora segundo ele Monique cheia de amor, pediu o seu celular dizendo que iria ligar para sua mãe e avisar que iria dormir fora.

Depois de alguns minutos seu suposto amor não retornou foi quando ele foi informado que ela teria entrado em um outro Táxi e ido embora para local ignorado. Odair nos falou que imediatamente acionou uma viatura da PM que passava pelo local para tentar localizar a sua amada. 

Interrogado por nossa reportagem se ele teria tido uma noite de amor com Monique, ele nos respondeu que não, mais caiu em contradição, pois o mesmo ainda estava com a boca cheia de batom.

O cara de pau ainda concedeu mais duas entrevistas para canais de Televisão da cidade contando as suas aventuras da noite que segundo ele será inesquivável.

VEJA COMO O GOVERNO DO ESTADO ESTÁ ENRIQUECENDO CADA VEZ MAIS A EMPRESA "PRÓ-SAÚDE" QUE CUIDA DO HOSPITAL REGIONAL DE SANTARÉM

Não resta a menor dúvida de que a administração de hospitais públicos no Pará se tornou um negócio da China para Organizações Sociais (OSs) de fora daqui. Elas ganham milhões para gerir uma área fundamental para a população, que deveria ser administrada pelo poder público. Essa “privatização do Sistema Único de Saúde (SUS)” se acentuou no governo de Simão Jatene, que desde seu primeiro mandato adotou o modelo no Hospital Metropolitano e nos hospitais regionais. O que o governo faz questão de omitir é o alto preço cobrado pelas OS, e em especial a preferida de Jatene, a Pró-Saúde, que é registrada num cartório de títulos da cidade de Taquaritinga (SP) - e que chega a faturar R$ 252 milhões por ano dos cofres públicos.

A Pró-Saúde administra diretamente três hospitais regionais: o de Santarém (R$ 87.120.000), Altamira (R$ 48 milhões) e Marabá (R$ 45,6 milhões), além do Hospital Metropolitano (R$ 81,6 milhões), em Ananindeua. Ocorre que o faturamento da empresa é sempre garantido, sem nenhum desconto, com ela atingindo ou não as metas contratadas, fato que, segundo profissionais da saúde ouvidos pelo DIÁRIO, deveria ser alvo de apuração do Ministério Público Federal por caracterizar improbidade administrativa envolvendo verbas federais.

ALTAMIRA

Para se ter uma ideia de como é lucrativo o negócio da Pró-Saúde no Pará, a OS recebe contratualmente da Sespa por uma consulta médica no Hospital Regional de Altamira o valor de R$ 461,52, ou seja, um valor garantido de R$ 600 mil mensais para realizar 1.300 consultas por mês em diversas especialidades. Segundo apurou o DIÁRIO com profissionais de dentro do hospital, a OS raramente cumpre a meta contratada e a Sespa não efetua qualquer desconto por metas não atingidas. E o que é pior: tudo é previsto em contrato de gestão. O valor da consulta chega a ser quase o dobro de uma consulta de um bom especialista na capital, que gira em torno de R$ 200.

Hoje, um médico do Estado ganha líquidos, em média, R$ 3 mil. No caso da prefeitura de Belém, esse valor cai para R$ 2.500. O valor de apenas seis consultas pagas para a OS pelo governo do Estado equivalem ao salário de um médico em Belém. Numa conta bem conservadora, um médico na capital que realize 12 consultas ao dia (60 de segunda a sexta-feira), realizaria, em média, 240 consultas ao mês para ganhar um salário equivalente a quatro consultas pagas pelo Estado à Pró-Saúde. Sabe-se que o valor que a Pró-Saúde paga aos médicos que trabalham para a empresa é bem inferior ao valor de R$ 461,52 de cada consulta, o que resulta num lucro bastante atraente para a OS.

A disparidade do valor das consultas pagas pela Sespa à OS fica ainda maior quando comparadas aos valores pagos pelo SUS. Segundo o Sindicato dos Médicos, por consulta de especialidade básica (clínica médica, pediatria, ginecologia obstetrícia, etc.), um médico do sistema recebe inacreditáveis R$ 3, ou 155 vezes menos o que recebe um médico que atua nos hospitais geridos pela Pró-Saúde. Para uma consulta especializada (ortopedia, neurologia, etc), o SUS paga cerca de R$ 10, ou 46 vezes menos que o valor pago à OS Pró-Saúde.

O contrato assinado entre a Sespa e a Pró-Saúde em 07 de dezembro do ano passado é tão vantajoso para a OS que, mesmo que as 1.300 consultas ao mês previstas não sejam atingidas, a Pró-Saúde continua a receber os R$ 600 mil estabelecidos contratualmente. Em alguns meses, o Estado chega a pagar para a Pró-Saúde até R$ 600 por uma consulta médica. E mais: a maioria dos médicos que trabalham para a Pró-Saúde é de outros Estados, em detrimento dos médicos formados e residentes no Pará.

TAILÂNDIA

O Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH) é outra OS que encontrou a mina de ouro em terras paraenses: para administrar o Hospital Regional de Tailândia, recebe do governo R$ 1,6 milhão mensalmente ou R$ 19,2 milhões por ano. O contrato com a organização foi assinado no último dia 5 de julho e, dez dias depois, no dia 15 passado, saiu no Diário Oficial do Estado um aditivo no valor de R$ 3,6 milhões, que acrescenta mais R$ 300 mil mensalmente ao contrato original. Para justificar o aditivo, a Sespa diz ter incluído no contrato serviços de Unidade de Terapia Intensiva (10 leitos), inclusão de serviços de cirurgia ginecológica e de vesícula.

Fontes do DIÁRIO na área da saúde afirmam que o motivo real do aditivo milionário é que o INDSH assumiu a dívida trabalhista de responsabilidade da empresa Cecad - que gerenciava o hospital anteriormente e recebia R$ 400 mil mensais da Sespa - ou cinco vezes menos do que é pago à atual OS que gerencia o hospital. O Estado anteriormente havia repassado o hospital para a prefeitura de Tailândia. Deste modo, os R$ 400 mil eram transferidos mensalmente da Sespa à prefeitura, que por sua vez repassava o dinheiro à Cecad. 

A fórmula encontrada para quitar a dívida foi contratar o INDSH e, posteriormente, aditivar seu contrato de forma que a OS assumisse a dívida de responsabilidade da Cecad e, consequentemente, do Estado.

Detalhe: o valor de R$ 3,6 milhões do aditivo, segundo essas fontes, é bem maior que a dívida de R$ 2 milhões.

Reportagem da RBATV que esteve no local constatou que a estrutura física instalada para atendimentos dos leitos no hospital de Tailândia é deficiente.

Em Tailândia, administradora denuncia sucateamento

No hospital de Tailândia e nos postos de saúde não param de chegar pacientes, que reclamam da péssima qualidade no atendimento à falta de equipamentos e de médicos. O lavrador Vicente Oliveira conta que há muito tenta fazer um raio-x no Hospital de Tailândia, sem sucesso. “Dizem só que não tem o exame e para a gente procurar outro hospital”. A dona de casa Andréia da Silva lutou para conseguir que a cirurgia da sua mãe fosse realizada no hospital de Tailândia, mas para isso teve que pagar na rede particular todos os exames. “Aqui, quem não tem dinheiro morre”, diz.

O Hospital de Tailândia tem cerca de 240 funcionários e desde este mês é administrado por uma OS com sede no Estado de São Paulo. É a mesma organização que administra o hospital de Breves, no Marajó. A Sespa assegura que o hospital foi equipado para atender à população de Tailândia e municípios vizinhos, mas a atual direção diz que o Estado entregou o hospital sucateado. “Quando chegamos aqui encontramos vários equipamentos no hospital que não estavam funcionando, como raio-x, mamógrafo, ultra-som e até o aparelho de endoscopia. Estava bastante sucateado", diz Cleide Rillo, administradora do hospital.

O médico que atuava na área de urgência e emergência pediu demissão porque não estava recebendo seu salário. A falta de médicos é confirmada pela direção do hospital e teria sido motivada pela grave crise que o hospital enfrenta. “Durante os últimos meses, durante essa confusão entre Estado e prefeitura, com o Estado assumindo o hospital, alguns médicos se afastaram e ainda hoje o número de profissionais ainda é pequeno”, diz Cleide. Com a falta de médicos a população não tem outra saída a não ser buscar atendimento médico na capital.

Segundo o novo diretor técnico do hospital, Antônio Venturiere, a partir de agosto o Hospital Geral de Tailândia oferecerá atendimento 24 horas com dois cirurgiões gerais, três clínicos, um anestesista, um ginecologista/obstetra, um pediatra e um traumo-ortopedista, ressaltando que apenas alguns casos mais graves deverão ser encaminhados para Belém.

A nova administração vai incluir ainda as especialidades de cardiologia, endocrinologia, pediatria, ginecologista, traumo- ortopedista e oftalmologista, com a criação de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo a Agência Pará, todos os aparelhos de exames por imagem e métodos gráficos já estão passando por manutenção técnica preventiva. Outros serão adquiridos, tais como vídeo endoscopia, ultrassom e eletrocardiografia.

Médicos e Sindmepa condenam a ‘privatização’

O Sindicato dos Médicos do Pará (Sindmepa) sempre lutou contra o processo de privatização dos Hospitais Regionais, antes mesmo do Hospital Metropolitano ser absorvido pelo modelo. “Repassar a administração dos hospitais às OS nada mais é do que terceirizar uma administração que deveria ser pública. A privatização da saúde é inconstitucional e contraria a legislação que rege o SUS. A gestão dos hospitais deve ser pública e os servidores todos concursados”, dispara João Gouveia, diretor do Sindicato.

O Ministério Público acatou a denúncia do Sindmepa e entrou com uma ação na Justiça paraense que está engavetada até hoje no Tribunal de Justiça. “Essas ações ocorrem no país inteiro e existem hoje três ações diretas de inconstitucionalidade tramitando no Supremo Tribunal Federal com parecer favorável de alguns ministros”, conta.

Gouveia afirma que o movimento médico, a nível nacional, condena a administração de hospitais públicos por OS, tendo em vista que o prejuízo ao erário e aos trabalhadores é grande. “Agora mesmo 40 colegas médicos ficaram sem receber suas indenizações pelo Idesma, que administrava o Hospital Metropolitano. Quem privatiza o serviço é o Estado e é o Estado que deveria pagar esse prejuízo, mas se isenta da culpa. Essa história que os serviços ficam melhores e mais baratos com a privatização é balela. Já está provado”, critica.

O presidente do Sindimepa diz que a Pró-Saúde é a empresa que mais responde a processos no Brasil por improbidade decorrente de desvio de recursos públicos. “Em Tocantins a empresa gerenciava 17 unidades e a Justiça determinou que todas retornassem ao controle estatal graças à malversação dos recursos”, revela.

As organizações sociais, apesar de serem beneficentes, não entram no negócio de gestão hospitalar para perder dinheiro. Aliás, o lucro é sempre garantido. “Os hospitais são construídos e totalmente equipados e dados para uma OS gerenciar. Só que pelos contratos, todos os problemas que ocorrerem nas unidades são de responsabilidade do Estado, que arca com tudo. Ao final, os hospitais são devolvidos ao governo sucateados sem qualquer indenização. Aí são reformados e entregues novamente a outra empresa. O conselho gestor que deveria fiscalizar e cobrar das OS o previsto nos contratos de gestão não funciona. As OS fazem o que bem entendem e a população é que sofre”, lamenta o sindicalista.

Sespa afirma que vale a pena pagar milhões às OSs

O secretário de Saúde Hélio Franco negou que a Pró-Saúde receba valores integrais previstos em contrato mesmo ficando abaixo da meta de procedimentos estabelecida. “Isso não ocorre. Muitas vezes a empresa não cumpre determinada meta, mas cumpre outra. Existe uma tabela de pontuação. Não cumprir uma meta não significa o corte no repasse de recursos. Existem metas quantitativas e qualitativas que são cobradas”, justifica.

Franco reconheceu que a muitos médicos que atendem pela OS são de outros Estados, mas que é sempre cobrado da gestão que dê preferência aos profissionais locais, apesar de no contrato firmado entre a Sespa e a Pró-Saúde não existe exigência a esse respeito. “Aqui em Belém não existe nenhum hospital com a estrutura desses hospitais regionais. Os médicos é que não querem ir para lá”. 

O secretário diz que os hospitais de Santarém, Redenção, Altamira e Marabá mandam menos de dois pacientes por mês a Belém. “Pode-se dizer que R$ 250 milhões é caro, mas só o paciente não saindo de lá é um ganho, evitando todo um transtorno social”. Hélio Franco diz que a demanda nos municípios em que a Pró-Saúde administra os hospitais é muito grande, e garante que sempre a OS cumpre a meta de atendimentos estipulada em contrato, mas não apresentou as planilhas de pagamento solicitadas pelo DIÁRIO.

Em relação ao hospital de Tailândia, a assessoria do secretário informa que desde 14 de novembro de 2012, a gestão do hospital voltou para a responsabilidade do Estado, a pedido da prefeitura, que tinha a cessão de uso da instituição desde maio de 2011. O então prefeito de Tailândia, Gilberto Sufredini e seu vice foram cassados em agosto de 2012, assumindo a prefeitura Valdinei Palhares, que devolveu a gestão do Hospital ao Estado que acusou falhas na prestação de contas por parte do município.

A Sespa garante que a troca de gestão não afetou a prestação de serviços à população e a unidade continuou em funcionamento até o início deste mês, quando a sua gestão foi repassada ao INDSH, mesma Organização Social de Saúde que gerencia o Hospital Regional do Marajó (Breves). Para justificar a assinatura de um aditivo de R$ 3,6 milhões apenas 10 dias depois de assinar o contrato original onde inclui serviços não previstos anteriormente, o secretário diz que “percebemos que o hospital tem estrutura para fazer muito mais coisas, como cirurgias e UTI”. A pergunta não respondida pelo secretário é: por que os serviços incluídos apenas 10 dias depois de assinado o contrato original não foram incluídos no contrato original?

Hélio Franco negou que o aditivo de quase R$ 4 milhões seja para quitar dívidas trabalhistas da empresa CECAD, contratada pela prefeitura para gerir o hospital antes do Estado reassumir a gestão. “O problema dessa empresa é com o município e não com o Estado. O que justifica o aditivo são os serviços que serão disponibilizados à população”, afirma.

CASAIS DE GAYS VENCEM PRECONCEITO E SE CASAM NO AMAZONAS

A união da motorista de táxi Sumaia Ram os, 38, e da professora aposentada Magaly Cabral da Silva, 52, seguiu todos os trâmites de um casamento tradicional e, desde sexta-feira, elas são oficialmente casadas. Magaly, inclusive, adotou o sobrenome Ramos, da companheira, com quem vive há oito anos. As duas formam o primeiro casamento homossexual realizado no Amazonas sob novas as regras da decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que determinou aos cartórios a celebração do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo.

As duas deram entrada nos papéis e em pouco mais de 40 dias até a marcação da cerimônia, ocorrida ontem, conseguiram ver o sonho ralizado. Magaly já foi casada e é mãe de três filhos, sendo que o mais novo, de 14 anos, vive ainda com ela e, a exemplo da mãe, é apaixonado por Sumaia. Mas a união das duas sofreu revezes, como a atitude do ex-marido de Magaly, que praticou a chamada alienação parental, tentando manipular o garoto para afastá-lo da mãe, criticando a opção sexual dela. “Foi um sofrimento tão grande para ele, que o juiz não teve dúvidas e deu a guarda do garoto para a mãe”, lembra Sumaia.

DESAFIOS

A certeza de que estão fazendo o que o coração pede dá a elas tranquilidade para vencer o que chamam de “maus tratos” da sociedade. Sumaia disse que desde criança sabia da sua homossexualidade, mas foi vencendo resistências, até por contar com o amor materno. Quando encontrou Magaly não teve dúvidas de que era a mulher da vida dela. “Somos tão parecidas que gostamos das mesmas comidas, dos mesmos programas. Temos tanta sintonia que até repetimos os mesmos gestos”, brincou Sumaia, sob a concordância da companheira.

Para completar a oficialidade da união, as duas, sempre trocando sorrisos, participaram de uma festa com almoço e depois partiram para a tradicional lua de mel, que vai acontecer num hotel situado na área rural da cidade.

“Esperamos que outras pessoas que vivam na mesma condição possam se inspirar e decidir ser felizes. A sociedade que maltrata os homossexuais é minoria, pois ela está amadurecendo para saber que o amor entre as pessoas do mesmo sexo não é doença, é opção. Não acredito que deixaremos de sofrer com essas atitudes, mas se exigirmos respeito, as coisas vão mudar. Acreditamos que fomos feitas uma para a outra e a vida só tem confirmado isso”, disse Sumaia.

Juiz emocionado na cerimônia

O casamento das duas foi oficializado pelo juiz Luís Carlos Chaves, da 4ª Vara da Família, com testemunhas, além de familiares e amigos. Para ele, cujo primeiro ato como juiz em 1998 foi realizar um casamento, no Município de Humaitá (a 600 quilômetros de Manaus), este foi o mais marcante entre os mais de quatro mil já celebrados.

“Todas as pessoas têm direito à felicidade, não importa a forma, a cor, o que importa é assegurar aos cidadãos a possibilidade de ser feliz, seguir seus caminhos e escolhas”, disse o magistrado, lembrando que as opções quanto a amor são de caráter pessoal. “O que o ser humano deseja mesmo é ter alguém para compartilhar sonhos e projetos de vida, em última análise, ser feliz”, argumentou ele, emocionado com o acontecimento.

Para a oficiala do 8º Cartório de Registro Civil, Juliana Follmer, a importância dessa celebração vem do fato de ser o primeiro casamento homossexual, ocorrido de acordo com a resolução do CNJ. Antes dessa legislação, não havia casamento, mas união estável. “Agora, é um casamento celebrado por um juiz de paz ou de direito”, explicou ela.

Discriminação da família

Depois de relacionamentos héteros, dos quais teve três filhos, a professora Magaly Cabral Ramos é quem mais sofre com a discriminação. Segundo ela, a família não aceita e se afastou, enquanto o sentimento entre ela e Sumaia só se solidifica.

Os relatos das duas reabrem feridas como a de um familiar que chegou a dizer para que ela escolhesse entre a família e a namorada. “Não preciso nem responder qual foi a minha escolha”, sorri a professora, citando que nunca nem considerou a possibilidade de ter uma relação homossexual até conhecer Sumaia. “Foi uma situação tão inusitada que aguardamos algum tempo para ter certeza de que era isso mesmo que queríamos”, disse a professora, reafirmando a convicção de estar fazendo a coisa certa por seguir o coração.

Outros casais homossexuais já buscaram reconhecimento

Em dezembro do ano passado, dois casais homossexuais que viviam juntos há algum tempo, foram os primeiros a conseguir converter a união estável em casamento civil. Em decisão autorizada pelo juiz Dídimo Santana Filho, à época respondendo pela Vara de Registros Públicos e Precatórias de Manaus, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), os casais passaram a ter assegurados os direitos e deveres relativos ao casamento.

Os dois casais, um junto há cinco anos e outro há quase duas décadas, conseguiram um fato inédito para aquele momento. Um deles é formado pela advogada Mônica Godoy, 45, e a fisioterapeuta Monalisa Godoy, 30.

A oficiala de registros, Juliana Follmer, do 8º Registro onde constava o requerimento de conversão de união estável homossexual em casamento, informou, em entrevista ao jornal A CRÍTICA naquela época, que os casais cumpriram as exigências legais para a habilitação ao casamento, com apresentação de documentos e publicação de editais. O Ministério Público Estadual (MPE) opinou favoravelmente ao pedido.

No Brasil, a união civil homossexual foi reconhecida por força da justiça, tendo sido autorizada diversas vezes, tanto pelo Superior Tribunal de Justiça quanto pelo Supremo Tribunal Federal, a partir de 2011.

Na maior parte das sociedades, só é reconhecido o casamento entre um homem e uma mulher, mas em países como Portugal, Espanha, Bélgica, Noruega, Dinamarca, Suécia, Islândia, África do Sul, Canadá e a Argentina, há o reconhecimento para o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, como acontece agora no Brasil.

Fonte: Acritica

GÊMEOS SIAMESES NASCEM COM UM SÓ CORPO E DUAS CABEÇAS

Médicos dizem que nestes casos normalmente as crianças não conseguem sobreviver, mas estão otimistas.

Gêmeos siameses que nasceram com duas cabeças na Índia na última quarta-feira (25) estão chamando a atenção do mundo. As crianças que nasceram com um só corpo são o segundo caso no país, e compartilham uma mesma caixa torácica.

Os médicos acreditam conseguirem salvar a vida dos meninos que nasceram em Jaipur, Rajasthan. De acordo com o Dr. Sharma, médico do Hospital JK Lone, estes casos são muito raros, e normalmente as crianças que assim nascem não conseguem sobreviver, mas eles estão otimistas sobre este caso.

ESSE É DISCÍPULO DO RONALDO FENÔMENO: TRAVECO TENTA ARRANCAR PÊNIS DE CLIENTE QUE NÃO PAGOU PELO SERVIÇO. VEJA O VÍDEO

Caiu na rede uma briga entre um homem e um travesti em uma das ruas de São Paulo. Nas imagens, é possível ver o travesti praticamente espremendo o pênis do homem que grita desesperadamente por socorro, e é chamado de "mariquinha". "Solta o meu p**", clama.

O fato é registrado por um cinegrafista amador que incentiva a briga. “Dá uns paus nesse cara de uma vez e acaba com essa confusão que a polícia está chegando”, diz. O autor do vídeo ainda desdenha: "o cara não quis pagar o traveco, olha aí a encrenca". 

A briga com direito a socos, pontapés, puxões de cabelo, palavrões e 'espremida' de pênis, dura quase cinco minutos e só termina quando um outro homem vai separá-los.

Assista:

Click no vídeo

Fonte: Bocão News

"ALTER DO CHÃO" OU "ALTER DO LIXÃO"

A bastante tempo não desfrutava de Alter do Chão e ontem sábado fui com minha família, amigos e parentes para desfrutar da bela paisagem e tomar aquele banho de praia, mais algo roubou a cena e nos deixou bastante triste, vejam você mesmo as fotos. Pelas fotos não seria Alter do Chão e sim "alter do lixão". Até urubus pegando um solzinho na praia do cajual.

E agora...de quem é a culpa?







Assinado: Sandeymon Sousa Monteiro

sábado, 27 de julho de 2013

CRUELDADE: VEJA O QUE ESSE PADASTRO COVARDE FEZ COM SEU ENTEADO DE 5 ANOS

Um menino de Cinco anos foi amarrado pelo pé para não ir à casa dos vizinhos. 

Um caso revoltando aconteceu quinta-feira (25/07) onde uma criança de 5 anos foi encontrada pela policia amarrada pela perna para não ir nas casas dos Vizinhos. A criança foi amarrada pelo padrasto que não gosta do menino, segundo informações a mãe da criança saiu de casa para ir até o Hospital municipal de Uruará para vacinar outro filho mais novo e deixou o menino na responsabilidade do marido que amarrou o menino e saiu de casa. Uma pessoa viu a cena da criança amarrada em um banquinho na frente da rua e denunciou ao Conselho Tutelar que de imediato foi até o local e constatou a veracidade da denuncia. A policia Militar foi acionada para da suporte no caso, a onde um vizinho vigiava a criança que estava sentado no banco ao relendo do sol escaldante. A mãe da criança já foi ouvida e o caso segue para a justiça.

NOTA DE ESCLARECIMENTO DA EMPRESA "TATUZÃO" A POPULAÇÃO SANTARENA

Tendo em vista nota publicada na edição nº 947 do Jornal O Impacto, datado em 26 de Junho de 2013, na coluna “ O Bocão”, intitulada TATUZÃO, a empresa EDVALDO AMAZONAS SILVA E CIA LTDA. empreendimento denominado TATUZÃO, vem a publico esclarecer a Comunidade Santarena que:

1. Exerce atividade de descarga de resíduos patogênicos;

2. É uma empresa que segue rigorosamente as normativas e resoluções contidas no processo de licenciamento ambiental;

3. Possui autorização legal dos Órgãos competentes para funcionar dentro do município de Santarém com espaço adequado para o descarregamento dos resíduos;

Sendo assim, esclarece-se que a notícia veiculada alvo deste esclarecimento encontra-se desconexa com o trabalho que é realizado por nossa empresa, visto que notificou-se que trabalhamos com banheiros químicos, o que não procede, que descarregamos os resíduos no Rio Tapajós e igarapés, o que também não procede. Informamos que não somos a única empresa que desenvolve esta atividade no município de Santarém, nossos veículos podem ser identificados pelas cores vermelha e branca, com logomarca da empresa TATUZÃO.

Destacando que o Jornal deveria ter, já que recebeu uma denúncia, procurado primeiramente conhecer o trabalho por nós desenvolvido, e principalmente apresentar provas concretas sobre o fato e não somente citar o nome de nossa empresa de forma tão irresponsável, denegrindo um trabalho realizado há mais de 30 anos.

Ressaltando que para quem não é conhecedor do assunto, o processo de legalização de uma empresa que desenvolve esta atividade que nós desempenhamos é difícil e todo pautado em leis ambientais nos âmbitos federal, estadual e municipal.

A responsabilidade com o meio ambiente e com a comunidade Santarena também é uma prioridade de nossa empresa, assim, esclarecemos e nos colocamos a disposição para apresentar o trabalho responsável que esta empresa realiza.

Assinado: Edvaldo Amazonas Silva

sexta-feira, 26 de julho de 2013

SERÁ QUE ELE É DANADO: CRIANÇA PENDE A CABEÇA DENTRO DE PANELA DE PRESSÃO

Em uma brincadeira de criança, o menino colocou uma panela de pressão na cabeça

O menino Wanderson Rodrigues de Almeida, de apenas 3 anos de idade, ficou com a cabeça presa dentro de uma panela de pressão na tarde desta quarta-feira (24), em Aracaju (Sergipe), e precisou da ajuda do Corpo de Bombeiros para a retirada do objeto.

Em uma brincadeira de criança, o menino colocou uma panela de pressão na cabeça e, mesmo com a ajuda da mãe, não conseguiu retirá-la.

Segundo informações da corporação, os bombeiros atenderam a um chamado da mãe da criança, que estava desesperada por não conseguir remover a panela da cabeça do garoto.

A criança estava bastante agitada no momento, o que teria impossibilitado a retirada do objeto. Por isso os bombeiros precisaram solicitar o apoio de uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que conduziu Wanderson para o Hospital de Urgência de Sergipe. Lá, os profissionais utilizaram um desencarcerador, equipamento usado para retirar vítimas presas em ferragens, e conseguiram retirar o objeto.

Fonte: Uol

FOGO NO RABO: VEREADORA PROPÕE A CRIAÇÃO DO CARNAVAL GOSPEL

Tramita na Câmara Municipal de Fortaleza, o projeto de lei 186/2013, de autoria da vereadora Germana Soares (PHS), que institui o Carnaval Gospel no município. O projeto encontra-se na Comissão de Legislação, aguardando o parecer do relator, vereador Benigno Júnior (PSC).

A matéria estabelece que o Carnaval Gospel seja realizado anualmente durante os festejos carnavalescos. A festa contará com desfile de rua e comemorações em locais públicos da cidade. Para o evento serão convidados músicos e artistas de Igrejas Evangélicas locais e de outros estados.

Importância

Na justificativa, a parlamentar destacou a importância da música gospel como expressiva manifestação cultural. “A ideia de promover o Carnaval Gospel de Fortaleza, a exemplo do que já acontece em cidades como o Rio de Janeiro, Londrina, Olinda e Ouro Preto, é oferecer aos cidadãos fortalezenses uma festa de cunho popular diferente, em meio às comemorações do período de carnaval”, frisou.

PRESIDENTE DA OAB EM SANTARÉM UBIRAJARA BENTES CONFIRMA PRECÁRIAS CONDIÇÕES E COMÉRCIO DE DROGAS NA PENITENCIÁRIA DE CUCURUNÃ

Em visita realizada na terça-feira, 23, no Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura (CRASHM), a Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção de Santarém, constatou diversos problemas que ocorrem envolvendo presos na casa penal.

A visita aconteceu após a OAB receber ofício do Comandante da Polícia Militar em Santarém denunciando uma série de situações que causam preocupação à sociedade, por se tratar de informações gravíssimas sobre as condições estruturais da mencionada casa penal sobre detentos cavando túneis para fuga, comercialização de drogas dentro da Casa Penal, de celulares, armas de fogo, armas brancas e até de detentos fazendo churrasco dentro da Penitenciária.

Participaram da inspeção o presidente da OAB/ Santarém, Dr. Ubirajara Bentes Filho e os membros da Comissão de Direitos Humanos e Diretoria Subsecional, advogados Ítalo Melo de Farias, Gracilene Maria Souza Amorim, Francisca Dias, Wallace Carneiro e Edvaldo Feitosa Medeiros.

Em contato com os membros da OAB, o ex-diretor Vianei Lira declarou que as denúncias de venda de material entorpecente dentro da Penitenciária procedem. Durante uma reunião, Vianei Lira informou que a situação no Pavilhão de Presos Provisórios do Presídio está bastante complicada.

No referido pavilhão, segundo Vianei Lira, os presos destroem cadeados, quebram grades e, apesar das tentativas da direção em consertar, eles usam outros mecanismos e táticas para destruir a segurança do local. O ex-diretor também confirmou que o suprimento de fundos da SUSIPE é de apenas R$ 1.500,00 (um mil e quinhentos reais) mensais e somente nesse mês despendeu cerca de R$ 700,00 (setecentos reais) com a compra de cadeados, de modo que não se pode fazer nada com um valor tão irrisório diante das necessidades da Casa Penal.

Hoje, segundo o ex-diretor, o Presídio de Cucurunã tem a estrutura mais precária de todo o Estado do Pará. Apesar das tentativas em manter a disciplina, Vianei Lira declara que de fato há um comércio de drogas dentro da penitenciária e o uso de celulares também é uma constante, apesar das revistas feitas diariamente e da apreensão desses objetos e de drogas por ocasião das incursões.

Lira destaca que o resultado das vistorias nos pavilhões e celas é encaminhado para a SUSIPE, para o senhor Sérgio Bitar, que durante os trabalhos de investigação do órgão já conseguiu desbaratar quadrilhas do tráfico de drogas pelo rastreamento desses celulares. Lembrou que continuam as tentativas para bloquear o uso de celulares dentro da Casa Penal, informando que o Ministério Público doou um aparelho que irá servir para essa finalidade e estão aguardando sua instalação.

SUPERLOTAÇÃO: O ex-diretor Vianei Lira relatou, ainda, que chegaram à Casa Penal 10 detentas de alta periculosidade vindas de Itaituba, acusadas de matar um índio durante um conflito agrário, bem como também está em trânsito um doente mental apenado vindo de Oriximiná (PA), concluindo que o trânsito de apenados vindos de outros estados e municípios somente contribuem ainda mais para aumentar a superlotação na Casa Penal.

Após essa conversa preliminar com o ex-diretor, a OAB solicitou a visita nas celas e pavilhões. Os pavilhões apresentam, como toda a estrutura da Casa Penal, uma situação precária que vai desde as paredes esburacadas até esgotos aparentes, com detritos saindo das pequenas fossas de onde exala um mau cheiro insuportável. Há goteiras nos telhados e quando chove os detentos relatam que os pavilhões alagam, há sujeira espalhada por todos os cantos.

FALTA DE MEDICAMENTO: Os presos reclamam que falta medicamento e que quando adoecem somente tomam Dipirona, pois é o único remédio que existe na enfermaria. Os presos informam que em razão das doenças de pele se sentem constrangidos de abraçar seus familiares durante as visitas, pois se preocupam em passar essas doenças a eles. Os depoimentos demonstram o quanto se sentem abandonados pelo Estado, pois as atuais condições da Casa Penal são desumanas, degradantes, indignas de qualquer ser humano, ainda que criminosos.

Relatam, ainda, que o dentista contratado e/ou conveniado pela SUSIPE e Prefeitura de Santarém somente comparece nos dias de quarta e sexta-feira, todavia, quando comparece vem às pressas e atende sem prestar atenção nos pacientes. Um detento informou que o descaso do dentista é tamanho que ao invés de extrair um dente comprometido, arrancou um dente saudável. E quando questionado da sua pressa, o dentista informa que não tem condições de trabalhar por falta de material, então, assina o ponto e desaparece. Há relatos de não haver médicos atendendo na Casa Penal, nem atendimentos para os detentos e quando estes adoecem e a situação é de internação ou emergência são atendidos com descaso no Pronto Socorro Municipal (PSM).

PRECARIEDADE: Hoje, as enfermeiras e atendentes é que fazem os atendimentos médicos na enfermaria da Casa Penal, todavia, falta todo tipo de medicação, tais como: pomadas para micose, xaropes, antiinflamatórios, antibióticos, hidróxido de alumínio, Omeprazol, Histamin, Florax ou Floratil, Clorafenicol, Soro Fisiológico, Buscopan, calmantes naturais, água destilada, Berotec, Atrovent e máscaras de inalação, pois a que existe atualmente está quebrada. A estrutura da enfermaria é bastante precária. Além da falta de medicamentos, também falta arquivos para acomodar os prontuários médicos que se encontram em caixas colocadas em cima de uma maca do SAMU. E quando há necessidade de uso da maca, as caixas de arquivo são colocadas no chão o que prejudica a coluna das profissionais que ali atendem e sentem dificuldade para se agachar o tempo todo quando há necessidade de procurar prontuários.

HIGIENE: Os detentos denunciam a falta de produtos de limpeza e higiene na Casa Penal e, em razão desse fato, sofrem com doenças de pele que se espalha por todos os pavilhões. Os colchões estão em situação deplorável, inclusive, os detentos informam que chegaram a queimar alguns colchões por não haver mais condições de uso; não há camas ou beliches, os colchões são colocados no chão sujo onde prolifera todo tipo de bactérias.

RELATÓRIO: O presidente OAB/ Subseção de Santarém, DR. Ubirajara Bentes Filho informou que o relatório da visita ao Presídio de Cucurunã será encaminhado ao Governador do Pará, Simão Jatene e ao vice-governador do Pará, Helenilson Pontes, além do Poder Judiciário do Pará, o Secretário de Segurança Pública do Estado, o Superintendente da SUSIPE, o Comando Geral da Polícia Militar do Pará, o Ministério da Justiça, os Conselhos Federal e Estadual da Ordem dos Advogados do Brasil, para as providências que se fizerem necessária.

Ele afirma que a OAB teve conhecimento da real situação de abandono da mencionada casa penal, além de encampar em nível local a luta por melhorias dessas condições, especialmente pelo fornecimento de medicamentos mais imediatos e atendimento médico aos apenados, sem prejuízo de outras medidas mais urgentes.

OAB

quinta-feira, 25 de julho de 2013

UNIVERSITÁRIOS DENUNCIAM FACULDADES IRREGULARES AO PROCON DE SANTARÉM

Pelo menos três faculdades particulares que funcionam em Santarém estão sendo denunciadas por estudantes na Procuradoria Municipal do Consumidor (Procon). É que, segundo fontes, tais faculdades estariam funcionando de forma irregular no Município, ocupando salas de aula de escolas da rede pública de ensino e não garantindo a validade do diploma.

Depois de várias denúncias registradas junto ao Procon, representantes de algumas faculdades que atuam na zona urbana e no interior do Município foram chamados para uma reunião.

A reunião deve acontecer na sede do Procon na próxima semana e contará com a presença da titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed), professora Irene Escher.

Desde quando o assunto foi levantado, segundo os estudantes, os diretores das faculdades não deram explicações sobre as denúncias.

No início desta semana, um grupo de estudantes que estão concluindo e que já concluíram os cursos de Educação Física e Pedagogia registrou queixa junto no Procon.

Eles pedem junto à direção do órgão, investigação sobre as determinadas faculdades: FAVIX, FLATED e SESPA, pois de acordo com os acadêmicos, há informação de que o certificado emitido por elas não teriam validade alguma.

Alguns professores e diretores de escolas na região do Lago Grande do Curuai, já estariam atuando como se tivessem nível superior, formados nessas faculdades.

O Advogado da Continental, grupo que congrega essas faculdades, prometeu receber uma comissão de estudantes para debater sobre o assunto, na próxima semana.

Fonte: RG 15/O Impacto

COVARDIA: MULHER É FLAGRADA AGREDINDO SEU PRÓPRIO FILHO EM BELÉM. VEJA O VÍDEO

Uma mulher foi flagrada em Belém agredindo o próprio filho, de seis anos. Em um vídeo de cinco minutos, gravado na última segunda-feira (22), Alessandra Nunes, de 32 anos, aparece dando banho no filho. De repente, ela começa a bater na criança e esfrega uma escova de lavar roupa com força no corpo do menino. Depois, bate com o objeto na cabeça dele. A criança não reage.

Click AQUI e veja o Vídeo da agressão

As imagens foram levadas ao Conselho Tutelar do bairro do Benguí, que imediatamente tomou providências. “Estou necessitando com urgência de uma equipe para fazer o resgate de uma criança”, disse Antônio Edson, conselheiro.

Com dois conselheiros e o apoio da Polícia Militar, a equipe da TV Liberal foi até à casa da suposta agressora. Alessandra Nunes, mora em uma casa simples, de apenas três cômodos, com os cinco filhos, que tem entre 10 meses e 8 anos. Ela vive como diarista e recebe aproximadamente um salário mínimo por mês.

Durante a visita, ela informou que já tinha sido denunciada outras duas vezes ao Conselho Tutelar, mas porque deixa as crianças sozinhas para trabalhar. A mulher também confessou que sempre bateu nos filhos.

“Ao ver o vídeo eu tive a certeza de que eles estavam com direitos sendo violados através de uma agressão com a criança. Ela não se defendia. E ao ir fazer o procedimento na casa, nós detectamos que diante do que nós escutamos pelos vizinhos, a situação já vinha acontecendo”, disse o conselheiro.

A criança, que aparece nas imagens foi levado junto com a mãe para o Conselho Tutelar, onde foi atendida por um psicólogo. “Não tem como deixar de olhar para um caso desse sem ficar indignado. Nós temos que fazer o direito valer, não só o da criança, mas que essa família tenha o dever de colocar essa criança no fator cidadania”, completou o conselheiro.

A mãe do menino não quis falar sobre o caso. Ela também assinou uma advertência. A mãe e a família vão receber atendimento médico, psicológico e social para que as agressões não voltem a acontecer.

Segundo o conselho tutelar, ela pode perder a guardar do filho se a violência continuar.
tópicos:

G1 do Pará